quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Pensamentos confusos


Estão se contrariando e me subtraindo na monotonia
Os devaneios que me isolavam deste mundo,
O tédio onipotente e o desanimo sempre presente...

Teu pranto eterno... Meu choro translúcido.
Num pálido rosto delirante, com ar febril
Notava-se o pesar do ser fulano...

A confusão de seus planos,
Pensamentos conturbados...
Lividez do mortuário.

Tua boca como um sonho, na perfeição
Sempre transmitindo solidão, uma crise;
Minhas lágrimas lavavam a sua alma?

Meu sangue tem gosto de quê?
Quando eu vou te comover?
Sou um ser humilhante... Medíocre e sádico!

Meu coração pode ser teu... Mais o corpo...
Este nem é meu! Pensamentos sufocantes...
Pensamentos estonteantes...

Penso em sua partida, na minha ida...
Em sua vinda; tudo em mim parece morto,
E você parece uma casca...

Ou você têm uma máscara de carne?
Se mostre para mim... Posso beber de sua boca
O sangue da tua breve satisfação?

Genniffer L. Moreira

2 comentários:

  1. - Lara Utzig . xD5 de agosto de 2010 22:52

    "Posso beber de sua boca
    O sangue da tua breve satisfação?"

    Tocante *-*

    ResponderExcluir
  2. Sim, essa era a intenção.


    E nosso encontro não ocorreu. ;(

    ResponderExcluir

Não se acanhe e comente!